21 de março de 2015

Bom Sono e um Alegre Despertar



Sabia que hoje é o Dia Mundia do Sono? É, o sono, aquilo que para nós mães é praticamente companhia eterna porque depois que as crianças dormem, na maioria das vezes, aproveitamos para fazer nossas coisas e acabamos dormindo menos do que é recomendado para nossa saúde.
O Dr. José Antônio Pinto, Otorrinolaringologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, fala sobre os distúrbios do sono e dá dicas para termos uma noite de sono tranquila.


  • Distúrbios do sono podem causar alterações comportamentais e orgânicas

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é o distúrbio mais frequente encontrado em pacientes que se queixam de noites mal dormidas. A SAOS é uma parada respiratória que acontece durante a noite e é muito comum entre as pessoas que roncam.

Segundo o Dr. José Antônio Pinto, Otorrinolaringologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, esse distúrbio pode estar diretamente ligado a algumas doenças, como hipertensão, depressão, a obesidade e o diabetes, além de doenças neurológicas e cardiovasculares.

Mas além de doenças, uma noite mal dormida pode causar alterações comportamentais e orgânicas que se refletem no dia a dia de cada indivíduo, principalmente na atividade profissional: “A privação do sono leva à diminuição da capacidade de trabalho, concentração, memória e atenção, que podem aumentar o risco de acidentes de trabalho e automobilísticos”, complementa Dr. José Antônio Pinto.

Algumas pessoas têm mais predisposição para desenvolver esses transtornos: “Os distúrbios do sono tem múltiplas causas, variando desde condições psicossomáticas, genéticas, orgânicas e funcionais”.

Além disso, alguns fatores anatômicos podem determinar obstrução das vias respiratórias e causar apneia do sono. Outra possibilidade é a alteração de comportamento que pode predispor a insônia.

Para diagnosticar possíveis distúrbios do sono, o Otorrinolaringologista recomenda: “É importante analisar o histórico médico do paciente e fazer exames das vias respiratórias e de ordem geral, exames de imagem e estudos do sono através de polissonografias ou monitorizações domiciliares do sono”.

A polissonografia, também conhecida como PSG, é um exame realizado para investigar os distúrbios do sono. Durante o exame, que pode ser feito em casa, o paciente usa um sensor posicionado em seu pulso que avalia a qualidade do sono. 

Existem também os tratamentos comportamentais que, segundo o especialista, são feitos com o uso de aparelhos ortodônticos, aparelhos de pressão positiva e cirurgias de vias aéreas e digestivas superiores. Em alguns casos, a cirurgia bariátrica também pode ser indicada.

De acordo com o Dr. José Antônio Pinto, os exames de monitorização domiciliar do sono já estão disponíveis para os pacientes da Rede são Camilo de São Paulo.

  • Dicas de como ter uma noite de sono tranquila e saudável:

- Evitar álcool pelo menos 4 horas antes de dormir

- Evitar medicamentos indutores do sono

- Evitar dormir de barriga para cima

- Evitar refeições pesada antes de dormir

- Perder peso

- Evitar bebidas cafeinadas pelo menos 4 horas antes de dormir

- Evitar fumar

- Procurar dormir de 6 a 8 horas por noite

- Procurar manter horários constantes para dormir e acordar

- Levantar de 15 a 20 centímetros a cabeceira da cama

- Controlar infecções e inflamações, principalmente das vias aéreas.




Fonte: Dr. José Antônio Pinto, Otorrinolaringologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário