9 de maio de 2013

"Nasci de novo pra uma nova vida..." por Suelen Cavalcante

Semana passada convidei as mães para participar de uma homenagem do blog enviando fotos com seus filhos para o meu e-mail. Pedi para meu marido criar um template no photoshop e essa semana estou postando as fotos na Fan Page (clique aqui).

Ontem recebi o e-mail da +Suh Cavalcante e anexo a ele um texto onde ela resumia sua história de mãe. Achei tão carinhoso que pedi a ela permissão para compartilhar com vocês aqui no blog.






"Meu nome é Suelen, tenho 28 anos e há quase 3 anos (que serão completados dia 25/06), nasceu o Théo, e eu tbm. Nasci de novo pra uma nova vida, descobria o que é o maior amor do mundo e via meu mundo girar 180°.



Théo veio prematuro, no dia do jogo Brasil x Portugal pela Copa de 2010. Foi um dia e tanto. Nunca imaginei tanta gente do meu lado naquele momento. Todos torcendo por ele e por mim. Nasceu com pouco mais de 26 semanas, pesando 1.520Kg e medindo 42cm. Era feio, mas eu o amei na hora que ouvi o choro. Ficou na UTI por 20 dias, totalizando 29 dias de hospital e me fez sofrer com a impotência de não poder fazer nada e com a demora em poder segurá-lo nos braços. Era peludinho, pequenino, magricelo. Foi uma aventura achar fraldas e roupas que coubessem naquele corpinho.

 
Quando eu tava me acostumando com esse pequeno ser que dependia de mim pra tudo, veio outra mudança radical, outra grata surpresa e outra razão pra amar ainda mais a vida, chamada Sofia, que hoje, no auge dos seus #1.8 fala mais que a boca, tem tamanho e voz de boneca e sempre me enche de beijos. É espevitada, cheia de personalidade e muito carinhosa.


Meus filhos me ensinam todo dia a ser uma pessoa melhor e a buscar o melhor. Me tornei um pouco mais calma, muito mais neurótica e totalmente consumista!


Às vezes, sinto falta de ir e vir sem compromisso. De curtir a vida adoidado. Mas, jamais, em qualquer momento, trocaria a felicidade de ser acordada com um beijo, ser recebida com carinho e abraçada com vontade por aquilo que tinha antes, que no fundo, é nada.


Feliz dia das Mães."


Coloquei em negrito o último parágrafo, que pra mim, resume o sentimento da maioria das mães. Com toda a loucura, falta de tempo, sono e tudo mais a gente não quer trocar essa vida por nada ;)

Suh, muito obrigada por permitir que eu divulgasse seu texto aqui no blog e a você e todas as mães agradeço por enviarem as fotos e tornar possível a minha ideia para nos homenagear.


Beijos e um Feliz Dia das Mães :*


Um comentário: