14 de janeiro de 2013

Desfralde por acidente

Imagem do livro Criando Meninas


Estava me preparando para começar o desfralde noturno da Helena há um tempo e como penso que para começar esse processo mãe e filha precisam estar prontas, a minha preparação psicológica começou primeiro.
A minha ideia era a aproveitar o verão porque já estava me desesperando com a quantidade de roupa de xixi e lençol que seriam diários.
Já tinha as principais dicas para o início do desfralde em mente:
  • Iniciar no verão
  • observar se a fralda amanhece seca ou pouco molhada
  • conversar com a criança antes de tirar as fraldas
  • Não pressionar a criança dando uma grande importância ao assunto
  • Não dar muito líquido perto da hora de dormir
  • Colocar um plástico no colchão (essa é pq a Helena rasgou o plástico que veio em um dos lados do colchão
Resolvi esperar passar as festas do final do ano para começar o processo "desfralde noturno". 
Mas uma bela noite após dar o banho na pequena, percebi que as fraldas haviam acabado. Meu momento #maedemerda. Sim gente...esqueci de comprar as fraldas!!!
Como já tinha o desfralde em mente eu estava comprando apenas um pacote pra passar o mês e não tinha encontrado o tamanho dela no supermercado, aí pensei em passar na farmácia depois e acabei esquecendo.
Sei lá o que me deu na hora, porque nem pensei em um plano B, peguei uma calcinha e disse a ela: Filha, a mamãe esqueceu de comprar sua fralda e hoje você vai dormir de calcinha. Se der vontade de fazer xixi pede pra mãe.
Enquanto falava eu já estava visualizando os lençóis mijados,ela acordando aos prantos a noite, eu me chamando de burra umas 500 vezes; mas fiz aquilo com uma certa esperança de que podia dar certo. Sexto sentido de mãe, será?

O que aconteceu? Nada de xixi na cama!!! Resolvi arriscar mais uma noite e para minha surpresa nada de xixi na cama novamente. Fazem 15 dias desde de que começamos o desfralde, por acidente, e apenas uma noite tivemos xixi na cama. E para mim que estava esperando um processo longo e complicado foi uma surpresa maravilhosa.

Eu nunca me preocupei quando ouvia de algumas pessoas que já estava na hora dela não usar fralda. Sempre conversava com o marido e nós dois concordávamos que na hora certa a gente saberia.

No final de tudo foi a Helena quem acabou me mostrando que já estava pronta para largar as fraldas. Todo aquele meu medo dela acordar molhada, eu trocar a roupa de cama, trocar a roupa dela e ela não voltar a dormir acabou ficando só nos meus pensamentos. Ainda bem!

Tem horas que os pequenos mostram a gente que eles são mais tranquilos e espertos do que nós pensamos. Apesar da surpresa, isso nos enche de orgulho.

Por aqui o "desfralde acidental" foi muito tranquilo, mas para quem está com problemas é bom lembrar que nessa fase é preciso muita paciência e compreensão com eles. Na minha primeira tentativa do desfralde diurno eu desisti e recomecei um tempo depois. Não me arrependo e até aconselho, a quem estiver achando que a criança ainda não está pronta, a voltar e recomeçar em outro momento.

Lembro de uma técnica descrita por minha, que era usada antigamente, para quem já era grande e de vez em quando fazia xixi na cama que me dá arrepios. Você pegava os lençóis de xixi da criança e fazia uma trouxinha, colocava na cabeça dela e mandava ela sair batendo na porta dos vizinhos para pedir uma esmolinha para a "criança que faz xixi na cama". Castigar ou rir da criança não é a melhor maneira de ajudá-la.

Paciência e muita calma é o que precisamos para passar por esse processo que pode ser fácil para algumas crianças, mas para outras é mais complicado.

Quer dicas de como passar por essa fase ou dividir experiência? Tem mais mães que escreveram sobre o assunto:


  • Bagagem de Mãe



  • Big Motherns Brasília 


  • Meu dia a dia de mãe
http://www.meudiaadiademae.com.br/2012/10/o-sucesso-do-2-desfralde.html


  • Nina Ensina


Nenhum comentário:

Postar um comentário