1 de novembro de 2012

Pane no sistema...e agora?

Que o corpo dá sinais quando algo não está bem eu já sabia, mas o problema era eu acreditar e começar a dar atenção a esses sinais. Parece que a gente quer ser mais forte do que pode.
Sou tão teimosa que meu corpo tá sendo obrigado a pegar pesado comigo pra ver se eu acordo.

Algumas amigas já sabem do que vou contar aqui, mas tinha que escrever esse post como forma de me policiar, alertar e dar força a quem esteja passando por algo parecido,discutir e ter novas idéias com a ajuda de quem passa por aqui.
Há mais de um mês atrás eu passei muito mal enquanto dirigia, a sensação era que eu ia morrer ali naquela rua, dentro do carro com minha pequena dormindo tão tranquila na cadeirinha. O coração acelerado e aquele sufocamento que começaram repentinamente me desesperava. Fui melhorando, o ar foi voltando, mas na volta pra casa, mais uma vez, passei mal e aí fomos para o PS da Unimed.
O médico que me atendeu disse que tudo estava bem com o meu corpo e que, provavelmente, eu havia tido uma crise de ansiedade. Nessa hora você se sente ridícula. Você sentiu um monte de coisas, achava que tava morrendo e era uma crise de ansiedade? Como assim, tô de frescura? Não, definitivamente não é isso.
Conversei com algumas amigas do grupo Mulher e Mãe no Facebook, li muitas coisas a respeito e descobri que as crises de ansiedade são como o primeiro degrau para você chegar a uma depressão ou síndrome do pânico. Alerta ligado!

Uma frase que li em um blog me chamou a atenção:

" E quando não se aceita a vida nem tenta encontrar alternativas, vêm as frustrações, insatisfações, infelicidades e pronto... está instalada a depressão." Post completo aqui


obs: Quero fazer um agradecimento rapidinho as minhas amigas virtuais, algumas já reais, do grupo Mulher e mãe no FB e do twitter por sempre estarem ali debatendo e ajudando. Beijo em todas!

Eu parei para pensar na minha vida, realmente haviam coisas que estavam me deixando insatisfeita e que eu me forçava a acreditar que estava gostando repetindo um mantra do tipo "agora sou mãe/esposa e as coisas mudam"  mas não é bem assim. 
A nossa vida muda, nossas prioridades também mudam, mas eu exagerei: eu esqueci de mim!

Eu me frustei por ter uma ideia de que com o segundo casamento daria uma família a minha filha mais velha como eu sempre quis que fosse e o fato disso não acontecer me atormentava com uma culpa absurda. Por que não consegui construir essa família de comercial de margarina? Por que sou tão incapaz? E aí vinham as outras coisas: Por que a casa tá tão desarrumada, por que eu tô desarrumada, por que minha vida tá essa desorganização absurda? Até que sua cabeça começa a ferver e você não quer mais saber de nada.

Resolvi parar, sossegar e me organizar. 
Aceitar as minhas limitações foi a primeira coisa, respeitar meus desejos como pessoa que sou e não apenas a mãe ou a esposa, investir em organização para evitar que eu fique querendo fazer zilhões de coisas ao mesmo tempo e no final não faça nada e me sinta péssima. Pretendo assim que conseguir começar a fazer terapia e o mais importante: cuidar da saúde, afinal quem tem hipotireoidismo não pode ficar sem ir ao médico. E eu me descuido muito disso.

Outro dia tomei um sacode virtual ao ler o post da Rose Misceno (@_maejestade) quando cheguei na seguinte frase:

 "Ter uma filha deveria ser o grande motivo pra você cuidar muito bem da sua saúde..." (post completo aqui) me senti na sala com a médica falando isso pra mim. Até comentei com a @_maejestade pelo twitter que o post tinha servido pra mim. 

Ouça seu corpo, fique ligada nos sinais que ele te dá. Quem ama, se cuida!
Se deu pane no sistema é hora de reinstalar e colocar umas configurações atualizadas ;)

Vamos de música pra finalizar? Essa virou meu tema pessoal para minha reconfiguração :P











4 comentários:

  1. Agora..eu que vou falar para vc....este post serviu para mim....lendo..percebi que tive una crise desta semana passada...parecia q eu ia ter um troço...mas no meu caso eu já estou repensando vários quesitos da minha vida...espero chegar a uma conclusão....quero te agradecer....obrigada!!! Bjao
    Camila Mamãe Viver Bem Bom
    http://viverbembom.com.br
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  2. Poder saber que ajudei você contando o que passei me fez ganhar o dia e ter a certeza de que valeu a pena ter escrito esse post. Se cuida, guria!!! Nossos filhos precisam de nós com saúde. Um beijo

    ResponderExcluir
  3. As mulheres se cobram demais! Homem chega em casa, liga a tv e diz que precisa relaxar - isso é um exemplo, pois sei que muitos não fazem isso - Outros saem para tomar uma cerva com os amigos. Nós mulheres não damos folga para nós mesmas! Esse negócio de ser super mulher não está com nada. Eu quero ficar velha e conhecer pelo menos um neto, para isso também cuido da saúde - Ah, hipotiroidismo dá taquicardia e em alguns casos febres pela madrugada. Você já pensou em fazer yoga? Boa sorte!

    ResponderExcluir
  4. Luma Rosa, não tinha pensado em yoga. Obrigada pela dica ;)

    ResponderExcluir