24 de maio de 2012

Uma nova família?

Então você se separou, tem uma linda filha para criar e foi viver a vida. Ótimo!
Foram anos em que era possível deixar a pequena com a avó e ir a um barzinho ou show com os amigos, mas um dia isso não tinha mais graça nenhuma.
Você conheceu alguém que topou dividir a vida com todas suas alegrias, emoções e problemas com você, então pensou: chegou a hora de criar uma nova família.
E agora, a sua filha que não era mais um bebê e após a separação foi criada por você e pela avó deveria fazer parte dessa nova etapa e seguir para formarem a nova família ou ficar com a avó?
Você pode ter seguido a opção 2 mas imagine que seguiu a 1 e trouxe ela com você.
Você resolveu fazer isso porque não queria que no futuro ela imaginasse que a deixou como se estivesse virando a página de um livro ou como se ela não tivesse importância para você. Além do mais em momento algum conseguia imaginar a sua vida sem ela.
Os anos passaram e aquela família que você imaginou que um dia fosse formar nunca aconteceu. Ela até aparece de vez em quando entre uma tempestade e um lindo dia de sol, mas vai embora rapidinho como o arco-íris.
E o que acontece? Como é comum á todas as mães, você se culpa. Mas será que essa culpa é realmente sua? Se você a tivesse deixado com a avó tudo não teria sido melhor?
Infelizmente, até o momento não há respostas. Apenas uma grande dor de quem se sente derrotada, incapaz, triste, sem forças...
Tava terminando aqui o post quando lembrei de uma música bem antiga e lindinha das Chiquititas, quem lembra delas?



11 comentários:

  1. Meu como lembro,já cantei p/ minha filha...ai querida então te digo:Se seu coração tem buraquinhos,juntas poderemos ajudar(azamigas).Vou te falar de uma amiga que faz 5 anos que mora em Portugal,quando ela separou do marido,ficou com uma filha de 7 anos,ela dizia que nunca colocaria um homem dentro de casa,pois se ele fizesse alguma coisa com a filha dela ela seria uma asassina...rsrsrsrs,mãe fala essas coisas mesmo,ela teve um namorinho aqui outro ali,saia com as amigas,incluido eu...hehehehe...quando a filha ja estava moça,tinha acabo de entrar na faculdade,ela conheceu esse português,foi finalmente como disse ela mesma viver a vida dela como mulher,não deixei de ser mãe,mas agora posso seguir sem culpa.
    Cada caso é um caso,mas a culpa nos persegue.
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  2. Ai menina que chato..coisa de adolescente..que chato isso deve ser..mas, passa, é fase. Sei porque agi assim com minha mãe uma época tb..
    Bjs e fica bem!

    ResponderExcluir
  3. Ah! Comentei pois pelo que entendi do texto sua filha está ausente..será que entendi certo?Porque agora li o comentário da Silma e já não sei se entendi certo..

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu acho que você fez o certo sim. Por mais que ela estivesse bem com a avó, a mãe é você, que a ama muito! Se você tivesse deixado-a lá seria muito pior, ela estaria revoltada por isso, se achando abandonada. Adolescência é uma fase muito complicada mesmo (tenho 15 na minha tropa, sei do que estou falando...rs), mas por mais difícil que seja, lembre-se de que você fez o que considera certo e deu a educação que precisava dar. Agora é a hora dela começar a bater as asas, por mais que a gente ache cedo. E ela vai precisar cair, até mesmo quebrar a cara algumas vezes, para poder aprender a viver. Por mais que a gente dê os conselhos, que a gente saiba que algumas coisas não são daquele jeito, eles precisam fazer do jeito deles para realmente entender. É dolorido, mas é a vida... Se precisar de um abraço, ou de conversar, estou aqui!

    Mil beijos
    Tati
    Mulher e Mãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  5. Monika
    Não sei exatamente o que está acontecendo, mas queria muito que sua filha lesse seu post, tão cheio de amor.
    Não vou falar que é fase, afinal, adolescentes são hóspedes remunerados (ri muito com esse seu outro post), mas tenho fé que com o tempo as coisas vão se acertar. Ela vai ganhar maturidade - aprendendo com os próprios erros.
    Boa sorte e não desanime!
    Beijos

    Carol
    Nina Ensina
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  6. Oi Mônica,
    Só saberíamos se uma escolha é melhor do que a outra se conseguíssemos viver as duas ao mesmo tempo. Como isso não é possóvel, a escolha que fizemos foi a melhor que pudemos fazer naquele momento. E essa foi a sua melhor escolha. Não se culpe. Mesmo qeu você tivesse optado pelo 2ª opção ou não tivesse começado outra família, agora você poderia estar passando por problemas semelhantes que fazem parte da idade.
    Espero que você fique tranquila com a sua escolha e que as coisas melhorem.
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  7. Ô querida, senti suas aflições agora viu!
    Olha, eu penso assim, filho tem que estar com a mãe, ninguém no mundo pode ser substituir as necessidades do filho se não for a mãe. Mais só quem passa pela situação sabe!
    Não se sinta culpada, tudo que vc faz é para o bem da sua filha, uma hora podemos tomar decisões erradas e outras horas não.
    Você é a melhor mãe que a sua filha pode ter!

    Obrigada pelo carinho no blog.
    Á propósito a tela de bexigas eu comprei pela net.

    Bjs.
    #amigacomenta

    http://piticodegente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Se culpar? não se culpe jamais tenho certeza que tudo que você fez foi para o bem dela.Força na peruca amiga ! Isso é só uma fase e vai passar!

    Beijos

    Michelle Imilio
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  9. Eu até comentei, mas ficou tão grande que vou te enviar como mensagem no FB... rsrsr
    Bjux
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  10. Oieee,

    Amiga, nem imagino pelo q vc possa estar passando mas, pelo pouco q te conheço daqui, tenho certeza de seu amor pelas suas princesas!!
    Tenho certeza que tudo oq vc fez e faz é sempre pensando no melhor para ela, a adolescendia é uma fase muito dificil, digo isto pelo que vi acontecer com as minhas irmas!!
    Por mais q a gente diga, converse, explique, eles sempre acham q tem razão e a gente tem q se desdobrar em mil e uma facetas e artimanhas pra fazer com q eles compreendam!! Não é fácil!!
    Acho q a unica receita é aquela que a gente ja sabe: paciencia e amor!!
    Não fica triste não, e quando ficar pode gritar aqui!!

    bjo!!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae

    ResponderExcluir
  11. Olha eu acho que você fez a coisa certa sim, sei que toda mãe sempre se culpa, mas temos que sempre pensar que só de arriscar e ser fortes para isso, somos vencedoras. Existi tudo meno ex-filhos e ex-mães. Tenho certeza de que se não aconteceu ainda não era pra ser.
    Beijos
    #amigacomenta

    ResponderExcluir